Um olhar sobre o mundo Português

A edição desta semana dá voz  aos insurrectos, os que saem fora da norma e seguem a sua própria voz, como os meus convidados. 

h facebook h twitter h pinterest

556 toneladas de frutas e vegetais salvas do lixo

Escrito por 

A cooperativa de consumo fruta feia (CCFF) criada em novembro de 2013 recolhe produtos fruto-hortícolas que não são aceites pelos supermercados.

Com o lema “gente bonita come fruta feia” a CCFF ultrapassou já a marca das 500 toneladas de produtos fruto-hortícolas nacionais que não foram desperdiçados. A rede “fruta feia” conta com sete pontos de entrega em distintas zonas de Portugal e possui 3062 consumidores inscritos que através de uma quota anual de 5 euros, recolhem os seus cabazes com frutas e hortaliças da época que por norma são rejeitadas pelas grandes superfícies alimentares, porque não obedecem aos parâmetros impostos em termos de cor, formato e calibre.
A cooperativa acolhe 123 produtores de várias regiões, onde voluntários recolhem nas suas hortas e pomares as hortaliças e frutas pequenas, grandes ou disformes que de outra forma os agricultores não conseguiriam escoar. O cabaz de fruto-hortícolas é depois recolhido pelos consumidores num dos pontos pré-definidos, com preços que rodam os 3,5 e 7 euros dependendo do tamanho das cestas.
Com esta iniciativa a CCFF consegue evitar o desperdiço semanal de 8 toneladas de fruto-hortícolas que de outra forma iam parar ao lixo combatendo, do seu ponto de vista, uma ineficiência do mercado.
Outro dos objectivos deste movimento associativo visa alterar os padrões de consumo e gerar um mercado de valor que combata o desperdício alimentar e o gasto desnecessário de recursos, tendo em conta que só em Portugal, cerca de 30% da fruta produzida é desperdiçada pois, apesar de ser saborosa e de qualidade, não tem o aspecto desejado.
Se quiser aderir a “fruta feia” basta aceder ao link:

http://www.frutafeia.pt/pt

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

FaLang translation system by Faboba

Podcast

Eventos

loading...