Um olhar sobre o mundo Português

Esta edição é sobre arriscar e os meus convidados tem a audácia de viver as suas vida sob as suas regras. Venha conhece-los. 

  

h facebook h twitter h pinterest

Aqueça o seu inverno com luxo

Escrito por 

Mais tendências para este Outono-Inverno'17 que estiveram em destaque nos desfiles do Portugal Fashion.

Pedro Neto, um dos nomes a reter que saíram da secção Bloom, dos novos talentos nacionais, tem como tema da colecção a análise pessoal de uma figura feminina, Lady Godiva e os veludos foram um dos elementos chaves dos seus coordenados. Como refere o jovem designer de moda, “ esta protagonista viveu no séc. XI e foi uma referência para um quadro de John Collier. No entanto, é com este quadro que advêm as referências equestres para se fundirem com o conceito desta coleção, que pretende ilustrar uma mulher ingénua, mas simultaneamente determinada e muito forte nas suas convicções e na sua presença. Paralelamente a esta introspeção pretende-se transmitir o luxo utópico e a sumptuosidade através dos tecidos escolhidos como os veludos devoré e as lãs com acabamentos detalhados. Com a escolha do quadro de Lady Godiva, a ideia é submergir no mundo sumptuoso onde vive esta imagem com detalhes utópicos de luxo".

Outros Pedros desta feita “Pedro Pedro" destacaram um novo tipo de xadrez, que é uma das tendências deste inverno, sobre a sua colecção questionam, “uma imagem continuará a valer mil palavras quando vivemos asfixiados pelas imagens? And if the glamour is dead? Brutalismo. Desleixo. Proteção urbana. Um manifesto anti-glam. A roupa como casulo. A forma como liberdade do corpo. O corpo como interioridade. Silhuetas agigantadas, volumetrias generosas, cortes assimétricos, sobreposições de peças e bizarrias. Influência do vestuário masculino/ militar nos sobretudos e blusões. Malhas femininas de decotes generosos. Calças largas de linhas sport. Comprimentos exagerados. Materiais de agasalho e confortáveis. Lãs, feltros, acolchoados encerados e gabardines encerados que se conjugam com algodões e linhos rudes. Tricots grossos e jerseys de lã. Vichys e axadrezados marcam os motivos da coleção. Cores invernosas, terra e sóbrias. Do cinza ao beije e ao camel, passando pelo preto, caqui, verde, verdes néon e oliva".

Alexandra Moura apresenta uma colecção que se debruça sobre o masculino/feminino e também lança o debate, “género, pronome, indivíduo!? Uma reflexão sobre o impacto do feminino no masculino e vice-versa porque "em todo o indivíduo vive uma guerra misógina". A personagem e a espiritualidade de Anohni (F.K.A. Antony Hegarty), inundadas de sensibilidade, são o ponto de partida da coleção que nasceu dos seus esboços, recortes, colagens, da sua carga dramática e teatral, revelando-se de uma fragilidade que pede conforto. Os detalhes são trazidos de tempos antigos, das peças de roupa interior de ambos os géneros que se fundem para o futuro. A silhueta clássica é desconstruída e torna-se contemporânea. O peso dos materiais revela a imagem do conforto de um cobertor que protege de uma "falsa identidade". A sofisticação das texturas e padrões trazem às peças o romantismo e a plasticidade de outra época. A coleção liberta-se numa mistura de características femininas e masculinas num único ser, espírito e energia?."

A concreto de Hélder Baptista, apresenta coordenados onde "são predominantes os jacquards com figuras de animais em tons de preto e branco, com apontamentos de prata. Para simbolizar a proteção desta floresta as silhuetas são apresentadas em forma de tubo, justas, muito compridas com uma ou outra peça ampla e grossa a contrastar, mas curta. Todas elas são trabalhadas com relevos e texturas 3D, nos quais se representa a magnifica irregularidade das florestas, bem como as rendas e as suas transparências. Tudo isto é constituído por matérias-primas como lã e algodão, nos tons de preto, branco e cinza com apontamentos de bordeaux e prata que representam esta silver forest”.

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

FaLang translation system by Faboba

Eventos

loading...