Um olhar sobre o mundo Português

Paixão é a palavra que define e motiva os meus convidados desta semana. São os criativos que motivam os outros a ganhar coragem e também concretizar os seus sonhos. Venhas conhecer estas pessoas especiais. 

                        

h facebook h twitter h pinterest

A verdadeira história do segredo

Escrito por 

É mais uma reflexão sobre o fenónemo da "casa dos segredos".

Recentemente li uma notícia que anunciava à inscrição de 105 mil pessoas para a nova edição do "casa dos segredos" emitido pela TVI. Mais, um campeão de audiências que se adivinha para este início de outono, contudo, o que aflige a maior parte dos cronistas nacionais é que comparando esse número com os dados estatísticos dos alunos que entraram para o ensino superior vence o programa televisivo mais uma vez, ou seja, há mais pessoas a querer ser vedetas instantâneas do que licenciadas. Será o prelúdio de mais uma geração rasca? Parece desanimador, não é? De facto, não podemos esquecer-nos que actualmente vivemos mundo onde se tornou rentável ser famoso sem se fazer nada de especial, ou pelos piores motivos, mostrando a sua faceta mais obscena e decadente, graças aos reality shows que pululam pelos vários canais de televisão por cabo. E nesta matéria, há gostos literalmente para todos!A moda que veio para ficar dos States fabrica, já há décadas, pseudo-estrelas da TV que tudo o que tem de fazer é ser "eles mesmos". Isto sem falar das redes sociais que ampliaram o narcisismo galopante das pessoas anónimas, que publicam todos os dias imagens de si próprios com ou sem roupa, a um ritmo alucinante e pouco saudável.
Chegou-se ao ponto de valorizar o não se ter qualquer aptidão em especial para ser alguém na televisão, ou nos média, bastando para o efeito ser giro, mal-educado e estúpido quanto baste. Então, são estas pessoas que irão liderar o país? Claro que não! Porque esses vão estar entretidos com o número de likes no facebook, a postar imagens no instagram, ou outros sites afins do momento. A comparação, ao meu ver, foi precipitada, porque não teve em conta que estamos afundados numa crise económica que empobreceu as famílias, o que faz com que menos jovens possam ter a oportunidade de aceder às universidades. Segundo, o desemprego é ainda galopante, e não deixa de ser uma realidade particularmente dura para estas novas gerações, que nem sequer conseguem aceder a uma primeira oportunidade para entrar no mercado de trabalho e terceiro ponto, num país sem rumo definido, onde não sabemos o que será o dia de amanhã, onde a nação sonhada não existe, é natural que muitos procurem soluções onde elas não existem, ou que sejam apenas efémeras e fícticias. Por acaso alguém ainda se lembra o nome da pessoa que venceu a primeira "casa dos segredos"?

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

FaLang translation system by Faboba

Podcast

Eventos

loading...