A Look at the Portuguese World

 

h facebook h twitter h pinterest

Plano B - Programa Outubro

PLANO B PRESENTS MAX COOPER LIVE AV AT CASA DA MÚSICA 02 OUTUBRO
Artista audiovisual com um doutoramento científico e uma reputação internacional como líder na área da música electrónica, Max Cooper, apresenta no dia 2 de outubro na Sala 2 da Casa da Música, um live visual imersivo que pinta a sonoridade do seu último trabalho de estúdio "Unspoken Words".
O seu trabalho carrega uma ressonância emocional e uma imersão sensorial, focando frequentemente o lugar da humanidade no mundo. Funde música electrónica e arte visual com investigação científica através de instalações, performances ao vivo, experiências audiovisuais imersivas, uma gama de meios digitais e vídeos musicais premiados.

Este é o 6º álbum de estúdio de Cooper e o mais recente de um impressionante catálogo retrospectivo que remonta a 2007, quando fez malabarismos conjugando o estudo de Biologia Computacional com a residência de DJ num clube techno local.

Recentemente disponibilizou a banda sonora para um poderoso vídeo narrado por Greta Thunberg e pelo Papa Francisco e tocou na COP26, apelando aos líderes mundiais para considerarem o clima e o ambiente nos planos de recuperação da Covid. No ano passado, tornou-se o primeiro artista techno a tocar na Acrópole em Atenas, Grécia.

Outros trabalhos incluem comissões do Barbican, France TV, AND& festival, Waltham Forest Borough Council, e colaborações com Zaha Hadid Architects, The Babraham Institute, e L-Acoustics, juntamente com reelaborações musicais de músicos clássicos contemporâneos incluindo Philip Glass, Nils Frahm, Terry Reilly e Michael Nyman e os artistas pop Hot Chip e Moby

Os bilhetes para o espectáculo na Casa da Música já se encontram à venda.

PROGRAMA OUTUBRO

Há um ano estávamos a preparar a reabertura de portas após 2 anos de ausência total nas pistas de danças. Volvido um ano, continuamos com a mesma intenção de sempre, oferecer ao nosso público o melhor que sabemos fazer. Apresentamos a nossa programação de outubro, carregado de estreias, com a presença dos nomes mais excitantes desta nova geração de artistas de música electrónica. Eclair Fifi, Cinthie, Vitess e I JORDAN são os destaques deste mês. Pelo meio ainda apanhamos o showcase da Incienso, a vinda do italiano Matthias e da francesa rRoxymore.
Vamos receber o concertos e a apresentação dos novos discos de Baleia Baleia Baleia, Extrazen, Surto, Salto e João Não & Lil Noon que fecham este cartaz de luxo.
Eclair Fifi(SCO) 04 ter.
Cinthie (DE)       08 sab.
Vitess (FR)         21 sex.
I.Jordan (UK)     31 seg.


Iniciamos o mês com Clair Stirling, mais conhecida pelo seu nome artístico Eclair Fifi. É DJ, artista, ilustradora e atualmente apresenta um programa mensal na rádio NTS em Londres.
Nos últimos anos, o trabalho tem vindo a ser reconhecido através da sua curadoria nos em grandes eventos como o Manchester Warehouse Project e Amsterdam Dance Events. Tem tocado por todo mundo, passando pelos festivais Dekmantel e SXSW e no próximo dia 4 marca a sua estreia no Plano B.

Na mesma noite, tocam os Baleia Baleia Baleia, dupla formada por Manuel Molarinho e Ricardo Cabral, lançaram em 2022 'Suícidio Comercial', o 2º longa duração da banda com selo da editora portuense Saliva Diva. Pode considerar-se 'Suícidio Comercial', um álbum de continuidade em relação ao anterior, mas com uma toada mais existencialista e uma energia mais aproximada à que a banda demonstra em palco. Os concertos são o habitat natural do duo, sendo que neste disco tentaram respeitar mais a energia própria das músicas e menos o contraste de forças entre o disco e o concerto, sem descurar a liberdade imensa que existe no estúdio

Na mesma semana, a estreia de Extrazen, que sobe ao palco no dia 7. Escreve, canta, rappa, compõe, produz. Navega pelas águas do R&B moderno, muito próximas da estética trap, mas distancia-se de muitos dos clichês do género. Em "Revolver" e noutras faixas do EP, não tem receio de se expor, de revelar as suas vulnerabilidades. É precisamente isso que lhe dá força e identidade, provavelmente a característica mais importante num músico.

Eclair Fifi (SCO)
Uma das editoras de música eletrónica mais emblemáticas do momento. Desde há cinco anos para cá que cada edição se tem revelado obrigatória. Call Super, DJ Python, Huerco S, downstairs J ou Buttechno são nomes que têm acrescentado uma identidade maior ao selo nova-iorquino. Um sonho fundado e cuidadosamente trabalhado pelos próprios Naples e Slattery que também se apresentam a solo nesta ocasião especial e que celebra o seu quinto aniversário com uma série de datas pela Europa com o Plano B no mapa no dia 7 de outubro.

No dia seguinte, 8, recebemos a DJ, produtora e fundadora da label 803 Crystal Grooves, Cinthie, uma das DJ's mais proeminentes da cena House de 2022.
O seu estilo de música ganhou prestígio através das suas influências vindas das cultura de Chicago e Detroit. Como produtora têm vindo a construir a sua identidade através de sintetizadores vintage que englobam um amplo espectro da música electrónica, desde o House, Techno e Nu-Disco. Este ano também foi marcante para a carreira de DJ, onde fez parte do catálogo da !K7 do DJ Kicks.

Carlos Maria Trindade e Switchdance são os Surto. Uma convergência imprevisível de duas gerações distintas da música electrónica portuguesa numa partilha aberta de conceitos, técnicas, métodos de composição e produção que vão beber tanto ao psicadelismo do Kraut Rock como aos ritmos elegantes e melodias ora introspectivas e soturnas, ora eufóricas do Synth Wave. Recebemos esta dupla em modo live na sala palco no dia 15.

Cinthie (DE)

Produtor parisiense, Vitess é um artista a seguir da nova vaga de música electrónica em França.
Após vários lançamentos pela Dansu, Houseum Records, Normandy Records e Up The Stuss ou Header, o seu crescimento como artista deve-se às suas actuações ao vivo. O resultado é uma mistura inteligente entre ritmos percussivos, grooves e uma multiplicidade de universos que transportam a sua música para destinos completamente inesperados. Dia 21 marca a sua estreia no cubo.

21 de outubro marca o regresso dos Salto ao Plano B para apresentação do seu novo disco. Aquele que é o 4º álbum da banda formada por Guilherme Tomé Ribeiro, Luís Montenegro, Filipe Louro e Gil Costa, chega depois dos singles de antecipação "Bem Dormidos", "Afio a Língua" e "Aos 30". Gravado e produzido por Guilherme e Luís, misturado por Hugo Valverde, masterizado por Miguel Pinheiro Marques e editado pela Cuca Monga.

No dia seguinte, 22, o regresso do nosso estimado Nuno Lopes, um dos mais reconhecidos rostos portugueses, um actor celebrado e justamente premiado com uma assinalável carreira internacional.
Mas há uma pele que Nuno Lopes veste com um agrado especial, uma pele que lhe assenta com uma luva e para a qual não é necessária preparação ou sequer algum método especial de concentração, uma pele que não implica leitura de guiões, transformações físicas ou emocionais.

João Não & Lil Noon são também uma estreia no Plano B, e sobem ao palco no dia 22. Naturais de Gondomar como o caldo de nabos, nascidos e criados lá, os seus caminhos só se cruzam em meados de 2019, e quase imediatamente se cria o elo criativo que se mantém. A poesia e voz de Não juntam-se aos instrumentais de Noon, e assim nasce "Terra-Mãe", primeiro projeto dos dois que viu o sol em 2021.

Vitess (FR)
Na última semana do mês, 29, recebemos a rRoxymore, produtora e DJ nascida em França mas a viver em Berlim, ganhou nome com os seus live sets semi-improvisados, que apresenta por detrás de um aparato de máquinas que vibram ferozmente. Com uma visão livre e sem constrangimentos da música de dança, que não se limita ao house, techno ou qualquer outro género.

I. JORDAN (UK)

Fechamos outubro (31) com chave de ouro, com a estreia de I. JORDAN no Plano B, um dos nomes mais excitantes desta nova geração de produtores de música de dança vinda de Londres.
A ternura nem sempre é um conceito associado à música de dança, mas está no cerne da música de I. Jordan. Sob o brilho de uma abordagem altamente enérgica e intensa ao house moderno, há um coração caloroso que irradia delicadeza. Talvez isto não seja surpreendente, vindo da produtora do celebrado EP "For You", editado em 2020 e concebido como tributo à luta contínua pela autoaceitação que muitas pessoas queer têm de lidar. É essa quietude que torna as suas produções e DJ sets tão irresistíveis.

FaLang translation system by Faboba

Podcast

 

 

 

 

Eventos