Um olhar sobre o mundo Português

Voltei depois de um muito necessitado hiato e agora apresento uma edição recheada de experiências e multiculturalidade. Seja bem-vindo de novo

h facebook h twitter h pinterest

Destaques desta Edição

  • IO que seria da esperança se não fosse o amarelo silvestre?

    O que seria da esperança se não fosse o amarelo silvestre?

        Trata-se de uma companhia teatral que procura apresentar textos e encenações inusitados que não cingem apenas ao termo sucinto de espectáculo de teatro, mas que procuram acima de tudo fazer reflectir e entusiasmar o público a visitar e revisitar o palco mais que uma vez e tudo em nome da cultura. Uma forma de estar muito própria no meio art...Readmore

  • IOs magnatas do incomum

    Os magnatas do incomum

      Os Ermo que nada devem ao nome são um jovem duo musical que surgem em 2012 com um EP homónimo e cujo álbum seguinte “vem para aqui” os lança nas luzes da ribalta da música em Portugal. Com uma sonoridade electrónica com uma forte influência musical portuguesa, esta banda de Braga lançou recentemente o seu último trab...Readmore

  • IVolta ao mundo em caixas de açúcar

    Volta ao mundo em caixas de açúcar

    O museu da Quinta das Cruzes (MQC), na ilha da Madeira, possui um espólio de móveis utilitários feito em madeiras endémicas e outras exóticas vindas do Brasil, ao longo do século XV até o primeiro quartel do século XVI. Um conjunto museológico relacionado com a importância do ciclo económico do açúcar inici...Readmore

A cidade para além da natureza/artifício

Pré-Colóquio INSULA+ICUA. Conversas TRANSLOCAL

A CIDADE PARA ALÉM DE NATUREZA/ARTIFÍCIO
19.10.2017 | quinta feira | 19:00

Reitoria da Universidade da Madeira (Sala da Antiga Cooperativa)

Conversa #2. NATUREZA(s) e ARTIFÍCIO(s) URBANOS
Participantes Convidados

Emanuel Gaspar
[Moderador]
Casa de Cultura de Santa Cruz-Quinta do Revoredo, Centro de Investigação em Estudos Regionais e Locais da Universidade da Madeira

Evangelina Sirgado de Sousa
[“Nuvem Única (e aquela mancha de cor lá no fundo da levada)”]
Artista visual e ativista ambiental pertencente à Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal

Raimundo Quintal
[“O nascimento dum oásis num deserto de montanha”]
Centro de Estudos Geográficos Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, Jardim Botânico José do Canto, Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal

Vítor Pereira
[“O futuro nas Smart Cities: humano ou artificial?”]
ZOOM SMART CITIES, SMART FUNCHAL, Conteúdo Chave

FaLang translation system by Faboba

Podcast

Eventos


loading...