Um olhar sobre o mundo Português

ptenfrdees

h facebook h twitter h pinterest

Fórum da coragem

Escrito por 

O Fórum da Coragem da Amnistia Internacional, decorrerá de 7 a 9 de dezembro, no Museu de Comunicações, em Lisboa.  Comemorando assim  também, os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Um jovem atravessa um continente sem saber o que vai encontrar, mas com a esperança de chegar a um local onde possa construir um futuro para ele e para a sua família. Uma mulher lidera um movimento de ativistas na Turquia. Pelo seu trabalho de defesa dos direitos humanos, é presa durante 113 dias. Mas não fica em silêncio e continua a agir.

O que é comum nestas duas pessoas? A sua coragem!

Afinal este é o ano em que a “nossa” Declaração Universal dos Direitos Humanos faz 70 anos e temos mesmo de celebrar condignamente. Por isso, preparámos 3 dias intensos, com convívio, palestras, testemunhos ao vivo, troca de ideias, networking, ativismo, exposições, performances e ainda a presença de representantes governamentais e de organizações portuguesas que trabalham no terreno.

JUNTE-SE A NÓS!!

Para que perceba melhor do que estamos a falar, aqui fica um breve resumo.

PROGRAMA

7 de DEZEMBRO = Dedicado aos refugiados, vai decorrer um debate aberto com entidades governamentais, organizações portuguesas e refugiados. Vamos refletir sobre o acolhimento em Portugal e as alternativas que existem para estas pessoas. Vamos ter testemunhos verdadeiramente imperdíveis e a possibilidade de todas as pessoas do público participarem.
Das 10h00 às 18h00.

8 de DEZEMBRO = Evento exclusivo para membros da Amnistia Internacional, para pensar os planos de ação que temos já delineados para o próximo ano. Se quiser participar, torne-se membro. Pode fazê-lo na receção do Fórum da Coragem no dia 7 de dezembro.

9 de DEZEMBRO = Dia dedicado aos defensores e defensoras de direitos humanos, com a presença de algumas das pessoas pelas quais temos lutado, como Idil Eser, a ex-diretora-executiva da Amnistia Internacional na Turquia que esteve detida por defender os direitos humanos. Vem também Vitalina Koval, ativista ucraniana que tem sido perseguida pelo seu trabalho de defesa dos direitos LGBTI+ na Ucrânia. E prometemos ainda mais emoções.
Das 10h00 às 18h00.

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

FaLang translation system by Faboba

Podcast

Eventos


loading...