Um olhar sobre o mundo Português

ptenfrdees

 

h facebook h twitter h pinterest

Leme arranca com 6 novas estreias

Escrito por  23 milhas fts direitos reservados

 

Seis estreias nacionais marcam o LEME,o Festival de Circo Contemporâneo, de Ílhavo, que começa hoje. O encerramento, no domingo, dia 2 de Dezembro, conta com a visita da Ministra da Cultura, Graça Fonseca.

Há um banquete virado do avesso, um espetáculo dentro de um camião, malabares, orquestras humanas e complexos de varas que constroem limites e desconstroem barreiras: ao todo são seis os espetáculos internacionais, em absoluta estreia nacional, que o LEME, o festival de circo contemporâneo de Ílhavo, leva ao Município de Ílhavo.
A partir de amanhã, 29 de novembro, e até ao dia 2 de dezembro, todos os caminhos vão dar ao circo contemporâneo, neste festival promovido pela Câmara Municipal de Ílhavo, numa organização do 23 Milhas, projeto cultural do Município de Ílhavo, em parceria com a Bússola.
Um festival que aposta não só na pertinência e no arrojo da sua programação, mas que arrisca também no caminho do desafio à criação e na reflexão em torno de uma área em pleno crescimento em Portugal, que reúne cada vez mais apoios, público, artistas e atenções.
Há ainda debates, formações, uma zona para networking e uma festa. Entre Aveiro, Ílhavo e a Gafanha da Nazaré, há transportes gratuitos durante os dias do festival.

Entre as estreias nacionais, a companhia espanhola Circ Bover instala a sua ilha no auditório da Casa da Cultura de Ílhavo, amanhã, sexta-feira, às 22:30. Uma ilha ocupada por uma tribo que permanece, aparentemente, isolada, mas conectada à natureza que a rodeia. Nessa ilha o Homem não será bem-vindo mas o espetador sim. “Sentinel” é um espetáculo de circo contemporâneo que funde estruturas, espaço cénico, música ao vivo e performance. Na mesma noite, “Amigo”, da Mumusic Circus, abre as portas da Casa da Cultura para um circo a dois, ora dançado, ora poetizado, em que os momentos de delírio se guiam pela dança e pela acrobacia.
Já no sábado, também em estreia nacional, “Señor Stets Lonely Orkestar” é uma orquestra humana, encabeçada por Señor Stets, multi-instrumentista e malabarista de ritmos e melodias, que repete duas vezes na tarde de sábado. “Ovvio”, do Kolektiv Lapso Cirk e David & Tomas, é um jogo de equilíbrios, em que David & Tomas desafiam as leis da gravidade e as suas próprias habilidades. À noite, ainda no sábado, “Driften”, o espetáculo de Petri Dish, na Casa da Cultura de Ílhavo, convida o público do LEME para um banquete em que se fala, através das linguagens do circo contemporâneo, sobre as pressões sociais, a origem do Homem, o tempo e os tempos. “Pakman”, de Post Huit Hessdalen, é a primeira destas seis estreias nacionais, que atravessa os quatro dias de festival em vários pontos do Município ilhavense. Um espetáculo de malabarismo e bateria dentro de um camião que entrega cartas e outras mensagens.
Durante o festival há ainda a estreia absoluta da criação “Chama do Mar”, a pré-apresentação do espetáculo “Fronteira” do Teatro da Didascália, três formações, cinco espetáculos itinerantes em espaços nada convencionais, cinco conversas numa arena improvisada na Casa da Cultura de Ílhavo e uma festa no sábado.

Toda a programação, bem como os horários dos transportes gratuitos disponibilizados pela organização, estão disponíveis em www.23milhas.cm-ilhavo.pt
Para os espetáculos pagos, os bilhetes estão à venda online, na BOL, ou nos espaços 23 Milhas. Existe um bilhete geral, que permite entrar em todos os espetáculos.

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

FaLang translation system by Faboba

Podcast

Eventos


loading...