Um olhar sobre o mundo Português

Voltei depois de um muito necessitado hiato e agora apresento uma edição recheada de experiências e multiculturalidade. Seja bem-vindo de novo

h facebook h twitter h pinterest

2084

Escrito por 

É uma curta-metragem premiada do jovem cineasta, Nuno Sá Pessoa e que já esteve presente em 46 festivais internacionais. O filme de ficção científica aborda um encontro inesperado que expõem as fragilidades dos cidadãos e das políticas que os governam.

Nuno Sá Pessoa criou um universo paralelo que aborda uma sociedade internacional controlada pela União dos Mundos, que resulta do colapso dos países desenvolvidas em todo o planeta e que procura controlar todos os possíveis “elementos subversivos” que se desviem da nova ordem geo-política e social. Segundo o cineasta, esta curta-metragem que foi filmada em 2014 serviu como veículo para mostrar “a minha opinião em relação à situação económica de Portugal e do mundo em geral”. A curta-metragem reforça a ideia de um Estado opressor primeiro porque é filmado a preto e branco, ou seja, um mundo com poucas opções, raras liberdades e muitas obrigações. Depois há o enredo que sublinha a ideia do medo de emitir uma opinião, de ser diferente, estar fora das normas, não por ser perigoso, apenas fora da leis da dita normalidade, ser desempregado, incapaz de produzir sem parar. É uma alusão, ao meu ver, ao livro “1984” de George Orwell que nunca esteve tão actual como hoje em dia, e o titulo do filme remete-nos para isso, mesmo se tratando de um género como a ficção científica, coloca uma questão pertinente sobre como facilmente aceitámos e nos submetemos a certas ideias, ou regras para (sobre)viver em sociedade como dogmas e não questionámos o seu porquê?

http://www.nunosapessoa.com/videos

 

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

FaLang translation system by Faboba

Podcast

Eventos


loading...