Um olhar sobre o mundo Português

ptenfrdees

 

h facebook h twitter h pinterest

Yvette Vieira

Yvette Vieira

quinta, 11 abril 2019 15:04

Carta branca aos realizadores

Um Ano a Celebrar o Cinema Português do Século XXI, através de uma seleção de cinema nacional por diversos festivais em Portugal. 

No âmbito da celebração do seu 20º aniversário, a Agência da Curta Metragem apresenta a iniciativa "Carta Branca aos Realizadores Portugueses" que, no espaço de um ano, irá percorrer os diversos festivais de cinema, de norte a sul do país, com sessões especiais de celebração da cinematografia nacional do século XXI.

A Carta Branca aos Realizadores será uma mostra de cinema português de processo invertido convocando as pessoas que pensam cinema na sua origem , os criadores, para se colocarem no papel do programador e fazer uma revisitação ao cinema nacional numa sessão de curtas-metragens.

A nomeação de cada uma das personalidades é da responsabilidade do festival anfitrião, e o cineasta é desafiado a apresentar um cinema português crítico e inventivo narrado pelo próprio num olhar para os seus pares, onde haverá espaço para refletir sobre as mudanças significativas que foram operadas no cinema português no novo século, no seu perfil percebido em Portugal e além fronteiras (entre as quais a legitimação do formato curta-metragem), a diversidade de abordagens e percursos seguidos pelos criadores nacionais, relações e cumplicidades.

A iniciativa arranca já no próximo domingo, 14 de Abril, no Festival Luso Brasileiro de Santa Maria da Feira, às 15h30, e contará com a presença e curadoria do realizador Rodrigo Areias, seguindo-se o Fest em Espinho (que convidou Gonçalo Almeida), o Curtas Vila do Conde (com João Nicolau), Filmes do Homem (Eduardo Brito), Motel X (João Pedro Rodrigues), Queer Lisboa e Queer Porto (Cláudia Varejão), Close-Up (Pedro Serrazina), Doc Lisboa (Mariana Gaivão), Vista Curta (a definir), Temps D'Image (Paulo Furtado), Inshadow (Rui Xavier), Cinanima (Vasco Sá e David Doutel), Caminhos do Cinema Português (João Salaviza), Porto/Post/Doc (Mónica Santos e Alice Guimarães), Monstra (José Miguel Ribeiro), Cortex (Patrick Mendes), Indie Lisboa (Gabriel Abrantes), Encontros de Viana (Manuel Mozos), Fantasporto (José Magro) e Leiria Film Festival (Edgar Pêra).

A celebração dos 20 anos da Agência contará ainda com a edição de um livro sobre o cinema português do século XXI, coordenado e editado por Daniel Ribas e Paulo Cunha, investigadores em cinema português com extensa bibliografia e colaboradores regulares do Curtas Vila do Conde. O livro, cujo lançamento está programado para Outubro, contará com textos de Augusto Seabra, Haden Guest, Adrian Martin, Leo Goldsmith, Roger Koza, Carmen Gray, Cíntia Gil, Iván Villarmea, Tiago Baptista, Pascale Cassagnau, Olivier Cotte e Martin Pawley.

Este projeto levado a cabo pela Agência da Curta Metragem com a parceria dos festivais intervenientes e a colaboração imprescindível dos cineastas que aderiram ao desafio, conta com o apoio financeiro do Instituto de Cinema e Audiovisual, e pretende ser mais um passo assinalável num conjunto de futuras iniciativas em prol da nossa cultura cinematográfica.

quinta, 11 abril 2019 14:53

Queixas a CP disparam

Atrasos, falta de condições, supressão de comboios e devolução de dinheiro lideram as reclamações dos passageiros no Portal da Queixa

O Portal da Queixa registou um aumento significativo das reclamações dirigidas aos Comboios de Portugal (CP). Entre 7 de abril de 2018 e 7 de abril de 2019, as queixas dispararam 82%, comparativamente com o período homólogo. Em comum, nos dois períodos em análise, está o motivo principal das reclamações: os atrasos.

Ano após ano, o Portal da Queixa tem-se deparado com a crescente insatisfação dos consumidores perante os serviços da CP. Desde o início do ano, até ao dia 7 de abril, a maior rede social de consumidores de Portugal viu serem registadas na sua plataforma: 126 reclamações. A equipa do Portal da Queixa decidiu fazer a análise entre dois períodos mais longos e verificou que, de 7 de abril de 2017 a 7 de abril de 2018, foram recebidas 339 reclamações, tendo constatado que o número das queixas disparou para 617, entre 7 de abril de 2018 e 7 de abril de 2019, refletindo um aumento de 82%.

Por que motivo é a CP alvo de tantas reclamações?

São vários os motivos das reclamações que os consumidores dirigem à CP. No entanto, a maioria reporta: atrasos, falta de condições, a supressão de comboios e a devolução de dinheiro por engano no preço do bilhete.

CP sem resposta e baixa resolução

A página da CP no Portal da Queixa é o reflexo da falta de resposta entre a marca e o consumidor, uma vez que, apresenta um Índice de Satisfação de apenas 4.7 em 100 e uma Taxa de Resposta de 0%, alusiva ao último ano. Das mais de 600 reclamações recebidas nos últimos doze meses, apenas 14 estão dadas como resolvidas.

De referir que, um relatório da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes sobre o estado da ferrovia em Portugal em 2017, divulgado em março de 2019, concluiu ainda que os comboios da CP passam cada vez mais tempo parados. O documento compara a CP, empresa pública, com a Fertagus, única empresa privada de comboios para passageiros em Portugal, e a diferença é evidente. A chamada taxa de imobilização para manutenção, reparação ou outras razões manteve-se estável na Fertagus entre 2015 e 2017 (6%), mas subiu na CP: de 14% para 19% nas carruagens; e de 12% para 16% nas automotoras e locomotivas, pelo que por dia cerca de uma em cada seis está imobilizada.

sábado, 06 abril 2019 14:05

Zé manel em português

O cantor multifacetado edita o primeiro disco em nome próprio e em português.

Zé Manel iniciou a sua carreira em 2003, com apenas 14 anos de idade. O seu talento incomum para cantar e escrever canções e o timbre singular deram desde cedo que falar, fazendo com que se tornasse num dos mais respeitados e reconhecidos artistas portugueses da sua geração. Com os Fingertips e, mais tarde com Darko, percorreu o país de Norte a Sul atuando para multidões, constando dos tops de vendas e de airplay e tornando-se num opinion maker nas redes sociais.

Agora, com 30 anos de idade, decide editar o seu primeiro disco em português e em nome próprio. Levando a composição e a escrita ao seu mais alto nível, Zé Manel apresenta um disco conceptual e a sua obra mais pessoal até à data.

OFF chega hoje às lojas e hoje também fica disponível o videoclipe para AGOSTO o tema que Luísa Sobral escreveu para este disco.

Próximas Datas

20 de Abril, FNAC Viseu, 16h

20 de Abril, FNAC Leiria, 22h

3 de Maio OFF apresenta-se ao vivo no Musicbox em Lisboa.

Alinhamento

Intro - Matriz
Janeiro
Fevereiro feat Maro
Março (letra de Pedro Chagas Freitas)
Abril feat Tozé Brito
Maio feat José Cid
Junho
Julho feat Ella Nor
Agosto (música e letra de Luísa Sobral)
Setembro feat Surma
Outubro feat Sandra Pereira
Novembro
Dezembro feat Leigh Nash

segunda, 01 abril 2019 15:43

3ª edição MarFilmFestival

Como não há duas sem três. O Mar Film Festival regressa ao Museu Marítimo de Ílhavo para a terceira edição, que decorrerá de 26 a 28 de abril.

O mar volta a ser a âncora de todas as curtas e longas-metragens a exibir, cada uma com uma perspetiva diferente. Nas primeiras edições, os filmes exibidos são prova da imensidão de abordagens em torno do mar: o lado feroz e misterioso, o caráter romântico, o ganha-pão, a calmaria, a saudade, a perda, o reencontro, a identidade de uma vila, as cicatrizes de uma família, a coragem dos pescadores, o lazer, a economia, as questões ambientais, entre muitas outras perspetivas. Em breve serão anunciados as longas-metragens a exibir este ano.

Com inspiração nos filmes dos irmãos Lumière, realizados no início da arte cinematográfica, são admitidas a concurso todas as obras com duração até dois minutos, de um só plano, a preto e branco ou a cores, sem som, sem movimentos físicos ou óticos de câmara, ficcionais, documentais.
O desafio criativo é grande, visto que os concorrentes estão impedidos de utilizar qualquer efeito ou montagem, o que obriga ao foco na componente narrativa da imagem em movimento.

As obras admitidas a concurso serão exibidas durante o Mar Film Festival, seguindo-se a entrega de prémios nas diversas categorias ,dos 12 aos 15 anos; dos 16 aos 18 anos; documentário, a partir dos 19 anos; e ficção, a partir dos 19 anos. 

. Mar Film Festival lança Workshop de Realização Cinematográfica

O Mar Film Festival realiza a sua terceira edição e adiciona ao programa uma nova vertente formativa: um Workshop de Iniciação à Realização Cinematográfica.
Esta formação é gratuita, decorre durante os três dias do Festival e será coordenada por João Luz, docente de Realização Cinematográfica e diretor do curso de Cinema Documental, da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes.
Os participantes serão orientados na realização de um documentário sobre a 3.ª edição de Mar Film Festival, a ser exibido na sessão de entrega dos prémios e do qual serão extraídas imagens que integrarão o filme oficial do festival, cuja ficha técnica integrará o nome dos participantes do workshop.
Com sessões teóricas e práticas, este workshop é dirigido a iniciantes ou com experiência intermédia na área. A formação abordará assuntos como os princípios formais de som e imagem, equipamentos, fórmulas de construção fílmica em documentário de curta duração, entre outros.
As inscrições, limitadas a dez participantes, deverão ser solicitadas até 24 de abril, através do e-mail marfilmfestival@cm-ilhavo.pt.
Os participantes deverão acompanhar-se de uma câmara DSLR e um computador com processador i7. Outro tipo de dispositivos serão avaliados pelo formador.

As normas e outras informações estão disponíveis em www.marfilmfestival.pt

 

 

segunda, 01 abril 2019 15:35

Filipa Cardoso no São Luiz

A cantora sobe ao palco no Teatro São Luiz, no dia 9 de Abril com temas do seu novo disco.

O ano de 2019 é grande desafio para Filipa Cardoso e a prova disso é o novo disco que está a preparar, produzido por Ângelo Freire, conhecido músico da guitarra portuguesa, que acompanha artistas como Ana Moura, Carlos do Carmo, Carminho, António Zambujo e Mariza.

Neste novo disco, Filipa interpreta, além do Fado Tradicional, como não podia deixar de ser, temas de Jorge Cruz e Maria do Rosário Pedreira, Paulo Abreu Lima e António Zambujo, Tiago Torres da Silva e ainda composições de Ângelo Freire, Jorge Fernando, entre outros.
Além deste muito esperado trabalho, Filipa Cardoso estará também a abrilhantar o Teatro Politeama, onde vestirá a pele de “Severa”, protagonista do novo musical de Filipe la Feria.
Filipa tem colecionado elogios atrás de elogios, fruto da sua presença assídua nos palcos nacionais e internacionais, como o Brasil, Angola, Canada, Áustria, Alemanha, Noruega, França, entre outros e da sua raça e fidelidade eterna ao Fado.
O concerto de 9 de Abril marca o regresso da mais lisboeta e barrista fadista aos palcos e estará acompanhada por

Ângelo Freire (guitarra portuguesa),
Pedro Soares (viola),
Marino de Freitas (baixo),
Valter Rolo (piano/teclas)
Vicky Marques (bateria/percussão) e ainda um quarteto de cordas!

terça, 26 julho 2016 20:09

Concertos oceania-Carla Pires

Teatro Bergidum, Ponferrada | 29 MAR | 20:30

Carla Pires actua na 21ª edição do 'Festival Jazz à Toute Heure' que se realiza, entre 15 de Março e 14 de Abril, em nove cidades a sul de Paris, na região de Île-de-France. Pela primeira vez, o Festival abre as portas a um género musical diferente cabendo ao fado e a Carla Pires as honras desta 'inauguração'. 

Na próxima semana, a 29 de Março, será a vez do Teatro Bergidum(Ponferrada) acolher Carla Pires para o último concerto antes das gravações do seu quarto trabalho, que terão lugar durante o mês de Abril no Atlântico Blues Studios em Paço de Arcos.

terça, 24 novembro 2015 09:49

Yzonk.com

8 recent open_calls
// this newsletter is sent every fortnight with only the most recent open calls
to view all the current mailart open calls visit the website www.mailart.yzonk.com
// be sure to add the email address newsletter@yzonk.com to your mailing list or else it may end up on your spam folder
instead of reporting this email as spam, please do change your preferences here > this link
// também oferecemos a mesma newsletter em português > 


A la Decouverte de L'Arte Postal
DUE DATE 2019-03-10 // 14 DAYS LEFT FOR SUBMISSION
show 2019-03-16 > 2019-03-21
show address Galerie DeLobel | Office de Tourisme de Ouistreham | Esplanade Lofi | 14150 Ouistreham | France
submission address Galerie DeLobel | Office de Tourisme de Ouistreham | Esplanade Lofi | 14150 Ouistreham | France
curator Association Artotem
info www.facebook.com/associationartotem


2ND INTERNATIONAL MAIL ART BIENNIAL
DUE DATE 2019-04-01 // 36 DAYS LEFT FOR SUBMISSION
show 2019-04-08 > 2019-04-28
show address Tekirdağ Namık Kemal Üniversitesi Güzel Sanatlar Tasarım ve Mimarlık Fakültesi | Türkiye
submission address “2. Uluslararası Mail Art Bienali” | TEKİRDAĞ NAMIK KEMAL | ÜNİVERSİTESİ TASARIM VE MİMARLIK | FAKÜLTESİ RESİM BÖLÜMÜ | Tekirdağ, Türkiye
description
“Square” with Four Sides, balance and stability is considered to be a basic form in both horizontal and vertical symmetrical and abstraction. which represents quaternary, equilibrium, stability and robustness, As a symbolic figure, it stands for decisive stance and stability in order, harmony and cohesion. Meaning, in comparison to the circle and triangle representing the sky, the interior angles of the square, which is said to represent the earth, draws the minister into its center, creating consistent information and perception that expresses an unshakable sharp view.
Visual artists and designers have used the square as plastic to describe their themes with many different configurations. The square has been a key form in many public buildings. The square, defined as a shape with metaphysical features, was used by the great Turkish architect Sinan in many of his works. In the art of the 20th century, the square continues to exist as an important figure, the square is an objective form, it contains symmetry, vertical, horizontal and diagonal axes. The square has smooth lines and sharp corners. The square defines the consistency with these properties.
extra
Electronic participation certificate and e-catalog will be sent to the participants whose works are exhibited. Name, surname, technical, country and e-mail should be added behind the works.
After the works are exhibited, they will be included in the inventory of Tekirdag Namik Kemal University GSTM Faculty.
All rights of the submitted works will be transferred to Tekirdağ Namık Kemal University.
The works must be marked with "ticari değeri yoktur / no commercial value" behind them.
curator Assoc. Prof. Dr. Mustafa Cevat ATALAY
info mailartbiennial.nku.edu.tr/2ndBiennial/0/s/15597/20098
theme square
maximum submissions 2
required dimensions 200 x 200 mm | 7.9 x 7.9 in


WE DADA WONDERFUL SHOZO
DUE DATE 2019-04-30 // 65 DAYS LEFT FOR SUBMISSION
submission address Bruno Chiarlone Debenedetti | 58, rue Berte Lotti | 17014 Cairmont | Savona, Italy
media size must be 100 x 150 mm or 210 x 297 mm
maximum dimensions 210 x 297 mm | 8.3 x 11.7 in
minimum dimensions 100 x 150 mm | 3.9 x 5.9 in


Attic Zine - The International Book of Colour
DUE DATE 2019-05-11 // 76 DAYS LEFT FOR SUBMISSION
submission address contact by messenger | contactar por messenger
description
ATTIC is an international assembling zine compiled by Nicola Winborn. It is also an international exploration of colour and each issue will be dedicated to a particular pigment.
All pages submitted to ATTIC ZINE must be handmade and original. This call is focused on the colour PURPLE: this means that your pages must make predominant use of purple in any shade or tone. This does not mean that you cannot use other colours too, but if you do introduce other pigments, purple must still be the most significant one. (If you have any questions around this, please do not hesitate to ask.)
Work from the following genres will be accepted for Attic Zine: Visual Poetry; Asemic Writing; Collage; Rubber Stamp Art; Dada; Fluxus; Mixed Media; Abstract/Experimental Comics; and Abstract/Non-Representational Art.
extra
Once you are ready to post your pages to Nicola, please contact her through Messenger on Facebook and she will give you the full postage address for Attic Zine.
Each participant will receive their very own copy of the issue in which they are included. If you want to make a donation to cover the cost of return postage, this will be most gratefully received.
curator Nicola Winborn
info www.facebook.com/AtticZine


theme colour PURPLE
required submissions 20
required dimensions 135 x 200 mm | 5.3 x 7.9 in

Fluxus and Gay Pride
DUE DATE 2019-06-15 // 111 DAYS LEFT FOR SUBMISSION
show 2019-06-20 > 2019-06-23
show address Sheldon Rose Gallery | Canada
submission address Fluxfest Pride Mail | 501-1555 Avenue Road | Toronto, ON | M5M 4M2 CANADA
extra
Censorship is anathema to the Fluxus spirit. However, exhibited works cannot violate Canadian law. Fortunately, the laws protecting artistic freedom of expression are relatively strong in Canada. Basically, anything goes, except child pornography and hate speech. Hate speech includes, "advocating genocide", "publicly inciting hatred", and "promoting hatred".
Given the history of persecution of sexual minorities, the curators are committed to including artworks that may depict or document manifestations of homophobia, provided that such works do not violate the law.
It is illegal to produce, distribute, or possess child pornography in Canada, as such work deemed to be such by the curators, will be destroyed upon receipt.
NOTICE: The curators reserve the right to refuse to exhibit and/or document any submission at their absolute and sole discretion.
info www.fluxfest.net
maximum dimensions 235 x 120 mm | 9.3 x 4.7 in
minimum dimensions 148 x 105 mm | 5.8 x 4.1 in


Correspondance
DUE DATE 2019-06-30 // 126 DAYS LEFT FOR SUBMISSION
show address Strasbourg | France
submission address L.A.C ASSOCIATION | Michel DEJEAN | 6 rue de Chandigarh | 67370 DINGSHEIM FRANCE
required file Correspondance // JPG
extra
fill up the agreement and put it inside the envelope
curator L.A.C (Lien d'Art Contemporain) Association
will be sold
media to be done at the front of a white envelope
required dimensions 230 x 160 mm | 9.1 x 6.3 in


2nd "Estoy acá para vos"
DUE DATE 2019-12-31 // 310 DAYS LEFT FOR SUBMISSION
show address www.facebook.com/artecorreo2018
submission address Ecco Salud | Calle 9 nº1213 PISO 2 | Depto. 17 | 1900 La Plata | Buenos Aires, Argentina
curator Patricia Pevé
info patriciapeve@hotmail.com
info www.facebook.com/artecorreo2018
maximum dimensions 250 x 300 mm | 9.8 x 11.8 in
minimum dimensions 150 x 200 mm | 5.9 x 7.9 in

dogs in all forms
DUE DATE 2020-02-01 // 342 DAYS LEFT FOR SUBMISSION
show address Médiathèque Café des Chiens | Place Victor Gat | 21330 Laignes | France
submission address Médiathèque Café des Chiens | Place Victor Gat | 21330 Laignes | France
extra
Works received will be exhibited progressively as an installation. A photo gallery is being created and will be visible on the Internet soon. A response with photos will be provided to each participant by postal mail.
curator Perrine Mondineu
info perrinemondineu@gmail.com
info mediatheque-laignes.e-monsite.com
theme dogs in all forms

O álbum “Matéria”, dos Lisboa String Trio, vence o Prémio Carlos Paredes´15 promovido pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. Este galardão vem assim fechar um ciclo, já que o novo disco, "Lisboa" estreia em fevereiro de 2016.

“Matéria” é o álbum de estreia deste trio, formado por José Peixoto (guitarra clássica), músico, compositor, arranjador e produtor, que fez parte dos Madredeus, Cal Viva, El Fado, entre outros, Bernardo Couto (guitarra portuguesa), músico que iniciou o seu percurso no fado acompanhando Raquel Tavares, Camané, Cristina Branco e António Zambujo, e Carlos Barretto (contrabaixo), músico, compositor e uma referência incontornável no panorama jazzístico português.

“O encontro entre estes três músicos resulta num trabalho de fusão, onde se perscrutam influências do jazz, fado, entre outras, que tem granjeado excelentes críticas e acolhimento por parte de um público que não ficou indiferente à novidade da sua sonoridade mestiça”, afirma a autarquia vila-franquense em comunicado.

A cerimónia de entrega do prémio está marcada para dia 15 de dezembro, no Centro Cultural Fernando Augusto, na Póvoa de Santa Iria, pelas 21:30.
Entrada livre.

Siga LST

www.facebook.com/lisboastringtrio

Siga Espelho de Cultura

www.facebook.com/espelhodeculturaagencia

Lisboa String Trio wins Carlos Paredes Prize´15

“Matéria”, LST first album, released in 2014 wins Carlos Paredes Prize, awarded by Vila Franca de Xira city hall. The award arrives when LST announces “Lisboa” the second cd that will be released in february 2016.

“Matéria" is the debut album from the trio formed by José Peixoto (classical guitar), musician, composer, arranger and producer, was part of Madredeus, Cal Viva, El Fado, among others, Bernardo Couto (portuguese guitar) began his carer in Fado playing to Raquel Tavares, Camané, Cristina Branco and António Zambujo, andCarlos Barretto on the contrabass, musician, composer and an unavoidable jazz name.

The city hall justifies the prize for: "The encounter between these three musicians results in a fusion, where you can hear jazz, fado and other various types of musical influences, that gathers mutual and unanimous consensus between the public and the critics, no one stays indifferent to this mixed new sound.”

On the 15th the award will be delivered on a public ceremony, that will take place at Centro Cultural Fernando Augusto, at Póvoa de Santa Iria, 9:30pm.
Free entrance.

Follow LST

www.facebook.com/lisboastringtrio

Follow Espelho de Cultura

www.facebook.com/espelhodeculturaagencia

sábado, 12 setembro 2015 15:55

Teatro Baltazar Dias- programa Março

O mês de Março é dedicado ao teatro e muito mais no Teatro Baltazar Dias. 

 

SESSÃO LITERATURA e TOPONÍMIA I – Sala 1

Moderador: Regina Brito

14.30-14.50 Isabel Ponce de Leão - "Pioneiros da Literatura Madeirense"

14.50-15.10 Daniela Marcheschi Definir o espaço, construir um lugar: os viajantes italianos na Madeira.

15.10-15.30 Luísa A. Paolinelli - A fronteira - percursos femininos da literatura madeirense

15.30-15.50 Naidea Nunes e Thierry Proença dos Santos – Toponímia: os lugares nos Anais de Machico

15.50-16.10 DEBATE

16.10-16.30 Pausa-Café

SESSÃO PIONEIRISMOS VÁRIOS– Sala Biblioteca

Moderador: Alice Mendonça

14.30-14.50 Maria da Encarnação R. Henriques - Olhão da Restauração e o Algarve

14.50-15.10 Noémia Simões - Águas Passadas movem moinhos? Museus, bibliotecas e educação

para a cidadania global

15.10-15.30 B. Silva, F. Azevedo, S. Correia - O papel da Galeria Espaçomar na democratização da

cultura na escola

15.30- 15.50 Paulo Figueira - A Filha de Tristão das Damas, de João dos Reis Gomes: Machico

e Funchal, lugares Pioneiros no início do século XX

15.50-16.10 DEBATE

16.10-16.30 Pausa-Café

SESSÃO CIÊNCIA –Sala 1

Moderador: Rui Carita

16.30-16.50 Thomas Dellinger – A importância da Madeira para a Teoria da Evolução

16.50-17.10 Luís Freitas – A importância do arquipélago da Madeira para as baleias e golfinhos – 20 anos de

investigação científica do Museu da Baleia da Madeira

17.10-17.30 Hélder Spínola – Madeira: 600 anos de políticas ambientais

17.30-17.50 João Baptista – Heróis do Trabalho do Mar à Montanha – 600 Anos de Engenho e Pioneirismo

no Aproveitamento das Dádivas da Natureza

17.50-18.10 Aline Bazenga e Catarina Andrade - Aspetos sociolinguísticos de duas comunidades de

fala insulares (Funchal e Machico): resultados de um estudo percetivo e atitudinal

18.10-18.30 DEBATE

SESSÃO - GENTES E MEMÓRIAS- Sala Biblioteca

Moderador: Raquel Brazão

16.30-16.50 Gilda Dantas - “Dinâmica demográfica” e “Vazios Urbanos”

16.50-17.10 Alice Mendonça - O Homem no Arquipélago: dos primórdios ao início do século XX

17.10-17.30 José Xavier Dias - Judeus na Madeira

17.30-17.50 Laureano Macedo - Arquivos deslocados? O Caso RAM vs ANTT

17.50-18.10 William Figueira - Nem Luso nem Venezuelano: paradoxos sobre a

“identidade luso-venezuelana”

18.10-18.30 DEBATE

18.40

Evento Musical

Dia 29 de Março - Forum Machico

9.00 Credenciais

9.30 Sessão de Abertura

10.00-10.40

Conferência Plenária

Moderador: Cristina Trindade

Maria Manuel Baptista - "Lugares pioneiros: em prol de uma geografia

descolonizadora do género"

10.40-11.00 Pausa-Café

SESSÃO HISTÓRIA e EDUCAÇÃO I – Sala 1

Moderador: Isabel Ponce de Leão

11.00 - 11.20 Nélson Veríssimo - E tudo começou nos anos 20 de Quatrocentos

11.20-11.40 Cristina Trindade – Visitações na Madeira - Registos Pioneiros

11.40-12.00 Isabel Paulina Gouveia – Vestígios da Primeira Capitania da Expansão

Portuguesa

12.00-12.20 Cristina Caldeira -A Cidade e o Compromisso Educativo: em defesa dos

saberes tradicionais

12.20-12.40 Rui Carita – O povoamento da Madeira e do Porto Santo como primeiro

passo da Globalização; Lugares Pioneiros e primeiras Aldeias Globais

12.40-13.00 DEBATE

13.00-14.30 ALMOÇO

Dia 30 de Março – Teatro Baltazar Dias

9.00 Credenciais

9. 15 Sessão de Abertura dos Trabalhos e Boas Vindas

9.30-10.10

Conferência Plenária

Moderador: Annabela Rita

Gilles Lipovetsky – “Cidades Globais-Cidade Educadoras”

10.10-10.25 Pausa-Café

SESSÃO – ARTE – Sala 1

Moderador: Nélson Veríssimo

10.30-10.50 Rui Vieira Nery – “A Música e as trocas interculturais do Império Português no

Atlântico (séculos XVI-XIX)”

11.10-11.30 Gonçalo Ferreira de Gouveia – As Ilhas no Princípio do Mundo – A estética do eterno Éden:

metamorfoses identitárias, mestiçagem cultural e reencontro da unidade num mundo globalizado

11.30-11.50 Pedro Macedo Camacho - Criação da Primeira Sala de Concertos da Madeira –

Necessidade, Método e Localização

11.50-12.10 João da Cunha Paredes – Arquitetura Religiosa do Torna-Viagem

12.10-12.30 Rui Campos Matos - Origens do Turismo na Madeira: as Quintas de Aluguer

12.30-12.50 DEBATE

​SESSÃO – LITERATURA II – Sala dos Espelhos

Moderador: Thierry Proença dos Santos

10.30-10.50 Celina Martins - O Pulsar dos Lugares e Pessoas do Funchal na Escrita

de Irene Lucília Andrade

11.10-11.30 Cláudia Faria - Porto Santo (Um Não) Lugar na literatura de Viagens Estrangeira

11.30-11.50 Graça Alves - Isto de ser (esta) Ilha (Representações do "poio", lugar de muitos começos)

11.50-12.10 Fernanda de Castro - Madeira, uma ‘espécie de colónia britânica’ (in)civilizada - discursos de poder no feminino

12.10-12.30 Carlos Barradas – Um romance histórico madeirense do séc. XIX – O autor, Marceliano Ribeiro de Mendonça, a obra, Gaspar Borges

12.30-12.50 DEBATE

12.50-14.30 ALMOÇO

SESSÃO - IGUALDADE E DIGNIDADE HUMANA – Sala 1

Moderador: Moisés Lemos Martins

14.30-14.50 Ricardo Cabral – Economia e Madeira

14.50-15.10 Mário Fortes - A importância do desenvolvimento das competências sociais e emocionais

nas crianças, utilizando a natureza como aula e aprendizagem experimental como método

15.10-15.30 Eduardo Leite - Os desafios económicos do Antropoceno

15.30-15.50 Paulo A. e Castro - Do não-lugar global: ciência low-cost e culturas avulsas

15.50-16.10 Ana B. Mendonça - Madeira e Canárias: Lugares Pioneiros no Combate às Alterações

Climáticas?

16.10-16.30

DEBATE

16.30-16.45 Pausa Café

SESSÃO – HISTÓRIA II – Sala dos Espelhos

Moderador: Isabel Paulina Gouveia

14.30-14.50 António Brehm - O saque ao Funchal em 1566 e as suas repercussões

14.50-15.10 Paulo Perneta - Largo do Pelourinho: da Praça da Vila à Praça da Autonomia – 600 Anos a Desafiar o Funchal

15.10-15.30 Henrique M. Pereira - O Ovo de Colombo na Madeira – O Património dos Pobres como lugar de inscrição do outro.

15.30-15.50 Teresa Ruel e F. Ferraz - Podem os subalternos falar? O Contrato de Colonia e o patrimonionalismo na transição democrática na Madeira

15.50-16.10 Nulita Andrade - História Contemporânea da Madeira -Os Discursos e atuação política do visconde da Ribeira Brava

16.10-16.30

DEBATE

16.30-16.45

Pausa Café

SESSÃO - ENCONTROS CIVILIZACIONAIS – Sala 1

Moderador: Luísa Paolinelli

16.45-17.05 Annabela Rita - Lisboa e Funchal no “rosto” da Europa

17.05-17.25 Regina Brito - 600 Anos da Expansão da Língua e Construção da Lusofonia – da Madeira até Timor

17.25-17.45 Paulo Rodrigues - Das relações madeiro-britânicas na construção do contemporâneo – Pontos de confluência num espaço fronteira (sociedade, política e instituições)

17.45-18.00 DEBATE

SESSÃO – PIONEIRISMOS VÁRIOS – Sala dos Espelhos

Moderador: Celina Martins

16.45-17.05 Elisa Seixas - No início "Um lugar em forma de caverna ou de útero"

17.05-17.25 Elaine Prado - A Virtude e a representação da figura feminina em Lucrécia

17.25-17.45 Michael Solares da Silva- Trabalhar com as imagens de "Brasília" Sophia de Mello B. Andresen

17.45-18.00 DEBATE

CONFERÊNCIAS DE ENCERRAMENTO

Moderador: Daniela Marcheschi

18.00-18.30 Liliana Rodrigues – A dimensão regional da integração europeia

18.30-19.00 Moisés Lemos Martins - Da Expansão Europeia à Circum-navegação Tecnológica – em busca de uma cartografia lusófona

19.15 Cerimónia de Encerramento

sexta, 07 agosto 2015 16:39

teatro electrico - banda sonora

Regressamos ao São Luiz com BANDA SONORA uma criação de Ricardo Neves-Neves e Filipe Raposo. E seguimos para Loulé e Porto.

Texto e encenação RICARDO NEVES-NEVES Composição e Orquestração FILIPE RAPOSO Elenco ANA VALENTIM, JOANA CAMPELO, MÁRCIA CARDOSO, RITA CRUZ, SÍLVIA FIGUEIREDO e TÂNIA ALVESCom ORQUESTRA ACADÉMICA METROPOLITANA Maestro CESÁRIO COSTA Direcção vocal JOÃO HENRIQUES Sonoplastia SÉRGIO DELGADO Desenho de Luz PEDRO DOMINGOS Cenografia HENRIQUE RALHETA Assistente de Cenografia SEBASTIÃO SOARES Figurinos RAFAELA MAPRIL Assistente de Figurinos MADALENA SABINO Confecção de Guarda-Roupa ANA SABINO ATELIER e MÓNICA FÉLIXCaracterização CIDÁLIA ESPADINHA Assistentes de Caracterização BEATRIZ PESSOA, BRUNO SAAVEDRA, DENNIS CORREIA, MÁRCIA FILIPE e MARIANA CAPINHA Coreografia e Movimento SÓNIA BAPTISTA Fotografias ALÍPIO PADILHA Assistência de encenação RAFAEL GOMES Segunda Assistente de Encenação DIANA VAZ Produção/Comunicação MAFALDA SIMÕES Assistente de Comunicação e Produção ANA JACQUES e JANAINA GONÇALVES Uma co-produção SÃO LUIZ TEATRO MUNICIPAL, CINE-TEATRO LOULETANO e TEATRO DO ELÉCTRICO M14 Duração 60 min

LISBOA, São Luiz Teatro Municipal
22 a 24 de Março
sexta e sábado, 21H | domingo, 17H30
Reservas: 213 257 650 | bilheteira@teatrosaoluiz.pt
Bilheteira online: https://www.bol.pt/Comprar/Bilhetes/63793-banda_sonora-sao_luiz_teatro_municipal/Sessoes

LOULÉ, Cine-Teatro Louletano
29 e 30 de Março
sexta e sábado às 21H30
Reservas: 289 414 604 | cinereservas@cm-loule.pt
Bilheteira Online: cineteatrolouletano.bol.pt
+info: cineteatro.cm-loule.pt

PORTO, Teatro Municipal do Porto, Rivoli
5 e 6 de Abril
sexta, 21H | Bilheteira online: bol.pt/Comprar/Bilhetes/71825/654004/Sectores
sábado, 19H | Bilheteira online: bol.pt/Comprar/Bilhetes/71825/654005/Sectores
Reservas: 22 339 22 01 | bilheteira.tmp@cm-porto.pt

TEATRO DO ELÉCTRICO é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal – Ministério da Cultura/ Direção-Geral das Artes, pela Câmara Municipal de Lisboa e Câmara Municipal de Loulé

PARCEIROS Billyboom, CML/Pelouro da Cultura no âmbito do RAAML, CML/Pólo Cultural Gaivotas Boavista, Frescos Produções, GDA, Horto do Campo Grande, Leroy Merlin, Make it Happen, Pecosito Pépito, Perene e Turismo de Lisboa.

Pág. 1 de 140
FaLang translation system by Faboba

Podcast

Eventos


loading...