Um olhar sobre o mundo Português

ptenfrdees

 

h facebook h twitter h pinterest

Aristides um homem bom, nos bastidores

Escrito por 

É um documentário sobre a vida do cônsul português que desafiou a Salazar para salvar vidas, realizado por Victor Lopes com uma equipa de jovens universitários argentinos e filmado na cidade de Buenos Aires. A estreia está prevista para o fim do ano no Festival Internacional dos Direitos Humanos, em São Paulo, no Brasil, entre os dia 7 e 13 de Dezembro de 2016.

"Não se é santo para ser-se um eleito por Deus, senão que, se é um eleito por Deus para ser-se santo", repete Victor Lopes, um argentino com nacionalidade portuguesa, para sublinhar a obra humanitária do cônsul de Portugal, em Bordéus, que assinou 30000 visas em apenas sete dias desobedecendo ao ditador luso António de Oliveira Salazar, quando os nazis invadian França nos cruéis tempos de 1940, "Para Aristides teria sido mais fácil desocupar com o exército, ou a policia, os jardins da Embaixada que nesse momento encheram-se de homens, mulheres e crianças perseguidos procurando un salvo-conduto que os levasse ao porto de Lisboa. Contudo, Aristides não o fez, Sousa Mendes não chamou as tropas alemãs e a questão é o que eu faria? O que farias tu? O que fariam os nossos atuais embaixadores de Portugal ao redor do mundo?”. É esse o eterno conflito gerado entre "o dever e a conciência que não sempre estão de acordo" diz Lopes, enquanto lembra também o soldado da obra de Javier Cercas que podendo matar a um Sanchez Mazas indefeso decidiu não o fazer, durante a tragédia da Guerra Civil Espanhola.
"Portugal teve uma ditadura de mais de quarenta anos e desembaraçar a trama de cumplicidades de centos, milhares de profissionais e líderes formados na intolerância vai levar muito tempo", como sabe que sucede nos países que sofrem com os regimes autoritários, apesar do esforço e a boa vontade que realizam os atuais dirigentes e as novas gerações democráticas. Levar ao ecrã e ao público a história de Sousa Mendes é um dos objetivos do realizador com uma equipe formada por jovens das universidades argentinas e a produtora “cite tango-ultra tango”, debaixo do atento olhar de Paula Fossatti e Ramiro Klement, junto com os atores Melissa Zwanck y Nahuel Vec, Lopes vai assim, "aportar o seu grãozinho de areia" aos que já vêm fazendo o mesmo há muito tempo em diversos lugares do mundo, quer sejam familiares, amigos, ou fiéis seguidores da causa Sousa Mendes. Victor Lopes reconhece ainda, que pouco a pouco irá respondendo as convocatórias que diariamente lhe chegam já que “a proposta causou boa recepção por tratar-se duma história praticamente desconhecida e que ainda desperta certa polémica nos setores mais conservadores da sociedade portuguesa”.

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

FaLang translation system by Faboba

Podcast

Eventos


loading...