A Look at the Portuguese World

ptenfrdees

 

h facebook h twitter h pinterest

Lista vermelha de flora vascular identifica várias espécies em perigo

Written by  Rita Pina ft flora Miguel Porto

 

A “Lista Vermelha da Flora Vascular de Portugal Continental” já identificou 630 plantas desde 2016, sendo que 380 se encontram ameaçadas. O concelho de Loulé possui cerca de 35% dessa flora identificada no estudo.

Trata-se de um projeto científico de âmbito nacional, com duração de três anos, coordenado pela Sociedade Portuguesa de Botânica e pela Associação Portuguesa de Ciência da Vegetação, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e que tem como “objetivo de disponibilizar informações sobre a distribuição, as tendências e as ameaças à conservação das espécies e potenciar o desenvolvimento de ações de conservação da biodiversidade. Neste objetivo engloba-se aquele que é frequentemente considerado como o papel “tradicional” da “Lista Vermelha da União Internacional para a conservação da Natureza (UICN)”, nomeadamente, a identificação das espécies em risco de extinção”.

Desde o início da contagem foram avaliadas 630 plantas, sendo que 380 de espécimes vegetais foram identificados como ameaçados, quando faltam 104 dias para o final deste projecto científico. A lsita vermelhas do UICN contou com a parceria e apoio logístico de diversas edilidades nacionais no sentido de identificar os ecossistemas em maior perigo na sua respetiva região e formas de preservar essas espécies vegetais no meio ambiente, evitando-se assim, uma maior perda da biodiversidade. 

Recentemente, a cidade de Loulé recebeu um workshop técnico com o biólogo André Carapeto, membro da Sociedade Portuguesa de Botânica e coordenador desta ação de âmbito nacional, cujo principal objetivo foi dar a conhecer não só a “Lista Vermelha do UICN” como ferramenta para a conservação das plantas ameaçadas no nosso país, mas em particular neste município algarvio.
Só no concelho de Loulé foram identificadas 1160 plantas, isto é, cerca de 35% do total de plantas vasculares registadas em Portugal continental, sendo que 94 foram avaliadas no âmbito do projeto da “Lista Vermelha da Flora Vascular de Portugal”. Por outro lado, segundo as categorias e critérios da UICN, 39 destas plantas encontram-se ameaçadas, 24 quase ameaçadas, 29 pouco preocupantes e 2 com informação insuficiente.


Quanto ao workshop, realizado no Centro Ambiental de Loulé, o primeiro dia, foi mais de carácter teórico, dedicado aos conceitos base, ao projeto em si, à situação no município de Loulé com a apresentação das plantas ameaçadas e quase ameaçadas e das principais ameaças e medidas de conservação. Já no segundo dia, realizaram-se saídas de campo, para a observação de áreas de dunas e pinhal, em bom estado de conservação, na zona do litoral, concretamente em Ancão, e para a observação de matos mediterrânicos, em bom estado de conservação, a paisagem protegida local da Fonte Benémola e respetivas espécies a conservar.

Para mais informações sobre este projecto e como apoiar
http://listavermelha-flora.pt/como-apoiar/

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.

FaLang translation system by Faboba

Podcast

 

 

 

 

Eventos


loading...