A Look at the Portuguese World

ptenfrdees

 

h facebook h twitter h pinterest

Pesca fantasma mata vida marinha

Written by  SPEA ft Tiago Dias

Na semana dedicada aos oceanos, já que ontem foi o seu dia mundial, a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) alerta para o perigo da pesca fantasma.

A chamada pesca fantasma surge, quer seja com redes, anzóis e outros apetrechos de pesca perdidos, que ficam à deriva nos nossos mares e matam milhares de animais todos os anos. Para mitigar este problema, a SPEA e restantes parceiros do projeto OceanLit estão a trabalhar com pescadores e populações locais na Madeira, nos Açores e nas Canárias.

“Recentemente, encontrámos uma cagarra pendurada numa linha elétrica por um fio de pesca! Supomos que o fio de pesca estivesse abandonado no mar, e tenha ficado enrolado na ave. Ao voar para o seu ninho, a ave traria o fio pendurado e terá ficado presa à linha elétrica, numa armadilha letal” diz Cátia Gouveia, coordenadora da SPEA Madeira. “É um exemplo insólito, que trouxe para perto das pessoas uma realidade que normalmente passa despercebida, no mar alto, mas que não deixa por isso de ser preocupante.”

As linhas, redes e anzóis perdidos e deixados à deriva no mar transformam-se em armadilhas para aves, tartarugas marinhas e outros animais que nelas ficam feridos ou presos, acabando muitas vezes por morrer. Esta pesca fantasma é uma parte significativa do lixo marinho que todos os anos mata cerca de um milhão e meio de animais nos oceanos de todo o mundo.

No âmbito do projeto Interreg OceanLit, a SPEA Madeira desenvolve ações de sensibilização para pescadores e comunidades costeiras sobre a ameaça do lixo marinho, incentivando a que adotem boas práticas de gestão de lixo, em terra e no mar. Este projeto de conservação da natureza é coordenado pela Universidade de Las Palmas de Gran Canaria (ULPGC) e tem parceiros em Espanha, nos Açores e na Madeira. Na Madeira os parceiros são a Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, a Secretaria Regional de Agricultura e Pescas, a Administração dos Portos da Região Autónoma da Madeira, S.A., a Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação e a SPEA Madeira. O projeto teve início em 2019 e terminará em 2022.

 

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.

FaLang translation system by Faboba

Podcast

 

 

 

 

Eventos