A Look at the Portuguese World

ptenfrdees

 

h facebook h twitter h pinterest

Programação stereo arranca nas Curtas'21

Written by  Ana Cunha fts direitos reservados

Novos filmes de Helvécio Marins Jr. e Sérgio Borges, Quentin Dupieux, Maureen Fazendeiro e Miguel Gomes em antestreia no Curtas 2021, que ter lugar entre os dias 16 A 25 de julho, em Vila do Conde. 

Será a primeira passagem em Portugal para um dos mais aguardados novos filmes portugueses. Diários de Otsoga, de Maureen Fazendeiro e Miguel Gomes, rodado em agosto passado numa propriedade em Sintra já em contexto de pandemia e com estreia mundial apontada para a Quinzena dos Realizadores de Cannes, passará por Vila do Conde em julho. Um regresso do realizador de O Meu Querido Mês de Agosto (2008) e Mil e Uma Noites (20015), na secção da Da Curta à Longa, que integrará ainda a estreia em solo português do novo filme do brasileiro Helvécio Marins Jr.. Lutar Lutar Lutar, corealizado com Sérgio Borges, narra a história do Clube Atlético Mineiro, desde a sua fundação até ao título ganho em 2014, acompanhando uma das mais efervescentes e fiéis torcidas do futebol canarinho. Regresso também ao Curtas para um dos mais singulares cineastas franceses da atualidade, Quentin Dupieux (também conhecido pelo seu alias musical Mr. Oizo), realizador em foco no festival no ano de 2015. Traz a Vila do Conde, em antestreia nacional, Mandibules, a longa-metragem onde volta a testar os limites do humor e do absurdo. O filme terá estreia comercial no nosso país em setembro próximo.

O Curtas Vila do Conde volta a apostar forte nos espaços de cruzamento entre a sétima arte e a música. Alinhadas para secção Stereo deste ano estão as atuações da harpista espanhola Angélica Salvi, que musicará o filme Shoes de Louis Weber, e o coletivo liderado por Yaw Tembe, Chão Maior, que sobre ao palco do Teatro Municipal de Vila do Conde numa das raras apresentações ao vivo do seu mais recente trabalho e, em colaboração, com o realizador Igor Dimitri.

A programação do Stereo completa-se com mais uma aguardada edição da Competição de Vídeos Musicais que, este ano integra: Lote B de António Zambujo, realizado por Pedro Serrazina; Theme Vision de Bruno Pernadas, realizado pelo próprio e Jep Jorba; Running in The Dark de Moullinex ft. GPU Panic, realizado por Bruno Ferreira; Magic de Ghetthoven, realizado por Vasco Mendes; Inatel de David & Miguel realizado por Francisco Lobo; Incompatibilidades de PZ, realizador por Alexandre Azinheira; Escravo do Patrão de Luta Livre, realizador por Cristina Viana; cinco de Pedro Augusto, realizado por Rafael Gonçalves; Yipman de Stereoboy, realizado por Luís Sobreiro; Disuelta de Lucrecia Dalt, realizado por Pedro Maia; Passo 2 de Chão Maior, realizado por Igor Dimitri; Stay In Bed dos FUGLY, realizado por Hugo Amaral; FP25 dos Sereias, realizado por Francisco Laranjeira; e Fogo Fera, de Vaiapraia, realizado por Eloísa Micaelo.

O Curtas 2021 decorrerá em Vila do Conde, estendendo-se simultaneamente a Lisboa e Porto e contemplando uma programação também no online. O programa final do festival será revelado no início de julho, assim como os detalhes sobre a compra de bilhetes.

O 29º Curtas Vila do Conde tem o apoio da Câmara Municipal de Vila do Conde, do Ministério da Cultura, do Instituto do Cinema e Audiovisual e de vários parceiros imprescindíveis à realização do festival.

Trailers

Diários de Otsoga

Maureen Fazendeiro e Miguel Gomes

 

 

Lutar Lutar Lutar
Helvécio Marins Jr., Sérgio Borges

 

Mandibules

Quentin Dupieux

 

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.

FaLang translation system by Faboba

Podcast

 

 

 

 

Eventos