A Look at the Portuguese World

ptenfrdees

 

h facebook h twitter h pinterest

Cão danado celebra 20 anos de existência

Written by 

REPLAY e Mapa de Afinidades estreiam, nos dias 17 e 18 de setembro, ma Casa das Artes e no Parque da Devesa Vila Nova de Famalicão.

Setembro é novo mês para celebrar os 20 anos do Cão Danado, com a estreia da peça e a instalação de Mapa de Afinidades, que cria um novo circuito artístico no Parque da Devesa, em Vila Nova de Famalicão. A partir do texto original do escritor Afonso Cruz, REPLAY é uma criação de Sara Barbosa e um espetáculo que aborda a construção da cena, em cena.

Também a 18, e associando a comemoração do aniversário do Cão Danado às afinidades e cumplicidades construídas desde 2018 com a equipa do Parque da Devesa, no âmbito do projeto Germinal 2021, é instalado Mapa de Afinidades, um novo circuito artístico que convida o público a sentar-se em cadeiras colocadas em diferentes pontos do parque. Em cada uma das localizações, no Parque da Devesa, vai ser possível aceder a um vídeo criado especificamente para o local por artistas e realizadores, em resposta ao convite do Cão Danado. Na mesma data, e resultando de uma residência artística/artes visuais realizada durante o Germinal 2019, é também instalada no Parque da Devesa uma escultura de Edgar Massul.

O Cão Danado, associação cultural sem fins lucrativos criada em 2001, faz, em 2021, 20 de atividade contínua. É uma estrutura de criação e de produção de artes, que tem vindo a desenvolver o seu trabalho não só na área das Artes Performativas, mas também nas Artes Visuais, Música, Cinema e Formação. Ao longo dos anos tem reunido colaborações das diversas áreas artísticas com um trabalho regular nesta estrutura, mantendo uma permanente renovação, estudo, análise e experimentação, nas abordagens ao objeto e prática teatral nas suas várias disciplinas.

Como plataforma criativa e artística tem-se caracterizado pela pluralidade dos seus elementos, pela forma sinergética como tem vindo a desenvolver a sua programação e os seus projetos, não propondo um método único e redutor de ação, mas respondendo à realidade avaliando-a, adaptando-a, utilizando a sua capacidade de inovação, perceção e reação; pela utilização dos seus recursos para a ação na realidade, e sua transformação; pela constante procura do aperfeiçoamento, com o eterno sentimento de insatisfação; pela necessidade de aprofundamento na investigação, procurando e desenvolvendo através dos seus elementos, pesquisas e participações fora do próprio grupo, pela incessante predisposição para o risco, o rigor, a investigação e experimentação

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.

FaLang translation system by Faboba

Podcast

 

 

 

 

Eventos